Passando por várias etapas da separação e envolvidos em diversos imbróglios práticos e emocionais precisamos nos planejar na nova vida doméstica que se coloca em nossa frente!

Fazendo um levantamento rápido do que se tem hoje , do que ficou e pra quem, não podemos deixar de dar o foco maior nas prioridades e necessidades e para isso separamos algumas dicas e lembretes e de maneira prática e eficiente encurtar caminhos e desviar de possíveis futuros problemas ( não precisamos de mais ….).

ORGANIZAÇÃO palavra chave dessa etapa uma vez que tudo deve ser analisado e estudado com o intuito de conter gastos extras desnecessários, pois não sabemos integralmente como vai evoluir nosso futuro próximo ou até o mais longínquo.

Moradia

Caso você não faça o Retorno do Jedi para a casa de seus pais como solução rápida e TEMPORÁRIA, um dos primeiros passos é decidir onde vai você morar….

Lógico que dependerá muito da situação de cada pessoa envolvida, mas se não tiver um imóvel/propriedade própria que na partilha acabe ficando para seu uso/benefício, terá que partir de preferência para um ALUGUEL de um imóvel como forma temporária ou até definitiva. Acredito que não é interessante a princípio comprar de cara um imóvel, pois muitas vezes temos que ter tempo de adaptação do local e de como as coisas vão fluir nessa nova vida e etapa.

  1. A parte mais importante antes de assumir o compromisso é ter noção integral de sua atual situação financeira, saber quanto você pode investir e procurar um imóvel que esteja dentro dessa sua nova realidade, nesse momento é crucial pensar que não se deve dar o passo maior que a perna principalmente se estamos imbuídos do espírito do eu mereço mais do que a consciência do eu posso!!! 
  2. Quando se tem filhos, deve-se procurar locais que de maneira prática e segura facilitem mais a vida do que aborreça, quantos quartos tem ,se é perto da escola, de atividades extras, da casa de parentes e até do próprio(a) ex…
  3. Quem tem crianças menores deve se ater também ao fato de ter uma área de lazer que seja adequada as atividades, assim como áreas para os pets…
  4. A famosa “politica da boa vizinhança” também é um fator importante para escolha futura, pois os vizinhos acabam convivendo com a nova família e quando familiarizados e mais envolvidos podem inclusive auxiliar na segurança da casa e na ajuda com as crianças. Uma boa maneira de saber disso é procurar saber com os próprios corretores sobre o local aonde pretende se mudar, se existem outras famílias com crianças, animais… 

Depois de um tempo de adaptação, pode-se adquirir uma nova propriedade, ou seja, INVESTIR EM UM IMÓVEL PRÓPRIO, comprando a vista ou financiando conforme a situação de cada um. Hoje em dia existem programas de incentivo dos governos municipais, estaduais e federais que ajudam nessa etapa, já que não podemos negar que ficar pagando aluguel pra vida é um dinheiro que não possui retorno. Vale a pena procurar especialistas no assunto como seu gerente do banco, analistas financeiros, imobiliárias e profissionais da área para investir na melhor opção.

Outro gastos conjuntos do novo lar

Precisamos lembrar também que existem gastos mensais em conjunto e estamos listando alguns principais:

Alguns produtos indispensáveis de limpeza geral do nosso dia a dia e que toda casa tem que ter:

  1. Detergentes (para lavar louça e remover gordura de praticamente toda cozinha)
  2. Desinfetantes (usado para limpeza geral desinfetando todas as partes da casa)
  3. Sabão em pó (usado para lavagem de roupas)
  4. Amaciantes (usados para deixar as roupas mais macias, cheirosas e também muito útil quando misturado com um pouco de água para limpeza de vidros)
  5. Água Sanitária ou Cândida (usadas para limpar a casa toda, mas principalmente para desinfetar de forma eficiente banheiros e locais aonde possam ter animais)
  6. Lustra Móvel (para dar aquele brilho e vida aos moveis de madeira)
  7. Esponjas (usadas para lavar a louça, esfregar chão e parede elas são muito necessárias e cada uma deve ser guardada separadamente de acordo com sua utilidade)
  8. Palha de aço (usado para arear e deixar brilhando panelas e utensílios da cozinha)
  9. Panos (de preferência os de algodão são super indicados e usados para todos os serviços de limpeza da casa em geral)
  10. Álcool (de utilidade total esse produto é usado para limpeza e higienização de superfícies e objetos de toda casa)
  11. Limpador multiuso (Serve para todo tipo de limpeza e também como desengordurante)

Alguns produtos de higiene pessoal que não podem faltar em casa também:

  1. Sabonete (hoje o que não falta são opções, aromas e formas)
  2. Creme dental (tem para todas as necessidades)
  3. Escova e fio dental 
  4. Shampoo e condicionador 
  5. Papel higiênico (este é um dos produtos que vale a pena procurar marcas próprias das redes de supermercados pois o custo-benefício pode ser melhor)
  6. Absorvente (para as mulheres é um item indispensável)
  7. Desodorante 
  8. Álcool gel (hoje mais que nunca mas podemos ver o aumento e recomendação do uso desses nos últimos anos devido a doenças e pandemias)

Locomoção 

Outra preocupação que se deve ter é com a locomoção e consequentemente ligado a moradia escolhida e nem sempre na separação ambas as partes ficam com meio de transporte a seu dispor. O aluguel de carros pode ser uma alternativa, assim como o uso de Uber ou taxis. Se colocado na ponta do lápis muitas vezes os gastos de ter um carro próprio é maior do que de alugar mensamente, pois além da parcela de financiamento no caso da compra, existem os juros, o IPVA, Seguro obrigatório, seguro particular e a manutenção e depreciação dos mesmos. Uma outra alternativa é aquisição de motocicletas hoje consideravelmente econômicas e com tecnologias avançada diminuindo consideravelmente o gasto mensal. Analise e ponha tudo isso na ponta do lápis…

Alimentação/Mercado

Um dos maiores custos diários do orçamento de toda família é a alimentação. Costumes, hábitos e criações influenciam e muito na forma como cada família se alimenta e gasta.

Se for uma pessoa “sozinha” ou sem filhos por exemplo é mais fácil e prático consumir produtos industrializados e de fácil execução. As redes de alimentação observando e entendendo esta tendência tem cada vez mais deixando espaço nas prateleiras os produtos chamados “singles” e novos “singles” que são para pessoas solteiros e novos solteiras ou separadas. A falta de tempo para o preparo da alimentação faz com que busquemos alimentos mais industrializados, mas devemos sempre buscar uma forma mais natural e saudável de se alimentar.
Se for uma pessoa com filhos e crianças na casa, o planejamento é mandatório e o ideal que seja feito o preparo desse alimento em casa e da forma mais natural possível. Não é tarefa impossível alimentar-se bem, procurando sempre receitas criativas e ideias para não cair na ”mesmice”. Quando com crianças pequenas o bacana e recomendado por profissionais da área da nutrição é que se abuse de pratos coloridos e divertidos……se quiserem dar uma espiadinha em nossa parte de ideias e receitas criativas basta clicar AQUI e dar uma conferida no que preparamos para fazer a alimentação dos pequenos e da família de forma geral mais saudável e agradável.

Obs: Outra forma de economizar no mercado é não ir ao mesmo com fome, pois você acaba sendo induzido a comprar itens que não seriam  tão necessários  e também (sempre que possível) evitar de levar as crianças pois além de “pedidores” vorazes, as gôndolas e o marketing das lojas são preparados estrategicamente para induzir os pequenos a enxergarem produtos para a idade deles, isso, com toda certeza fará a conta final aumentar bem…..mas não deixe de fazer um agrado a eles… também é essencial!

Produtos congelados e outros tipos.  Os refrigerados, a vácuo ou congelados são de fácil preparo e de embalagens geralmente práticas da abertura ao descarte. Existem para todos gostos e gêneros alimentícios desde orgânicos, veganos, vegetarianos, low-carb (de baixo consumo ou zero carboidrato), para intolerantes a glúten, lactose entre outros…. basta escolher qual se encaixa melhor em você e no seu orçamento. Não se esqueça, ser saudável exige estratégia e disciplina.

Vestuário 

Outro fator que entra para conta mensal de gastos são as roupas, não se anime loucamente comprando roupas novas nessa fase eu mereço sim, respire e veja o que está precisando e faça compras inteligentes e de preferência atemporais! Oque não falta é informação pra se buscar de melhore preços e ofertas ….  
Já quando se tem crianças   prepare-se para gastos frequentes, pois os serezinhos perdem muita roupa, compre de boa qualidade sim, mas sem a necessidade de “grifa-los” com roupas extremamente caras que elas vão perder logo. Pequeno e bom truque é sempre comprar um pouco maior que o tamanho, pois durará mais tempo e como crescem rápido, aproveitam mais e você gasta menos ….