Seria no mínimo uma GRANDE MÃO NA RODA se, quando estivéssemos passando por todo o processo doloroso de uma separação podermos simplesmente seguir um “manual” para sermos um “bom ou boa ex” e mutuamente pouparmos noites mal dormidas, ruminadas pelo desejo de micro ou macro vinganças.

De maneira apenas didática, relembramos algumas PÉROLAS para pensarmos um pouco, ou melhor ainda, colocarmos em prática (na medida do possível), visando a tão almejada paz ex-conjugal!